Redes sociais: 4 perguntas e respostas para você se destacar nas plataformas

Todo mundo tem alguma pergunta sobre as redes sociais; preparamos um guia de respostas

Segundo dados do relatório Global Digital Report 2019, já são mais de 3,5 bilhões de cadastros nas inúmeras redes sociais que existem hoje pelo mundo. Isso significa que metade de todos os habitantes do planeta já estão conectados de alguma forma.

Ao mesmo tempo, todos os dias novas lojas online são abertas e precisam se destacar nesse imenso universo virtual. Para que isso aconteça, os empreendedores precisam se abrir a novas soluções e estar nos locais onde esses clientes estão, que é nas redes sociais.

Sempre damos dicas para redes sociais aqui no blog. Já falamos sobre postagens, atendimento, captação de novos clientes, entre outros. Agora, chegou a hora de respondermos as suas dúvidas.

Por isso, a RSC Inovação preparou um conteúdo exclusivo respondendo 4 perguntas de nossos seguidores sobre o uso das redes sociais na loja online. Confira.

Pergunta 1: qual é o melhor horário para postar conteúdo nas redes sociais?

A equipe de ciência de dados da Sprout Social, uma das principais empresas de gerenciamento de redes sociais, fez um teste para tentar responder essa pergunta que ocorre para muitas pessoas.

Segundo a pesquisa, isso depende da categoria em que a empresa atua e de qual rede social ela se refere. No caso das lojas online, que estão encorporadas na área de Tecnologia, o estudo revelou os seguintes dados:

Facebook: as postagens conseguem maior alcance quando publicadas na quarta-feira, no período das 09h às 12h.

Instagram: o dia permanece o mesmo do Facebook, mas o período de destaque é das 09h às 10h. Outro horário com possível engajamento é na sexta-feira, das 07h às 10h.

Twitter: o grupo percebeu que o melhor horário é na terça-feira, das 07h às 12h.

A pesquisa revelou que, em todos as redes sociais, o domingo é o pior dia para quem atua nesta categoria de produtos. Outra descoberta é que, quanto mais tarde, menos engajamento a publicação terá. Por isso, após às 18h é pouco provável que suas postagens alcancem muitas pessoas.

É importante destacar que seguir esses horários de postagem não é certeza de que você vai conseguir o engajamento que você quer. No entanto, eles indicam como é o comportamento do consumidor desta área, o que pode te ajudar na tarefa.

Portanto, além de seguir esses prováveis períodos de engajamento, acompanhe o comportamento de quem já segue a sua página. De posse desses dados, você vai conseguir montar uma estratégia mais personalizada à realidade da sua loja.

Pergunta 2: qual a diferença de pagar por uma postagem?

Essa é uma pergunta constante entre os donos de páginas. Quando um perfil faz uma postagem, automaticamente ela aparece no feed de notícias dos outros usuários que o seguem. Então, se a conta tem 100 seguidores, este também vai ser o alcance máximo direto daquela publicação.

No caso do post pago, ele quebra esse bloqueio. Isso porque, ao patrociná-lo, o usuário ou empresa incentiva a plataforma a mostrá-lo para mais gente. Para que isso seja efetivo, a rede social pede que se preencha um questionário, indicando dados de grupos de pessoas que fazem parte do público-alvo daquela postagem.

Este questionário inclui informações sobre gênero, idade, localização, interesses sociais, etc, mas não pede dados pessoais de nenhuma pessoa específica. De acordo com os dados preenchidos, a rede informa planos de pagamento e o número de usuários que podem ser impactados por aquela publicação.

Após isso, os posts patrocinados se misturam aos orgânicos e aparecem no feed de quem foi mapeado como sendo potencial usuário para interação. Esse modo de publicação é indicado tanto para quem tem poucos, quanto para quem tem muitos seguidores. Mas especialistas apontam que a melhor hora de usá-lo é quando se divulga uma promoção ou um produto novo.

Pergunta 3: o que é o WhatsApp Business?

O WhatsApp Bussiness é uma versão do aplicativo para pequenas empresas. Ele é gratuito e está disponível para download nas lojas de aplicativos de todos os smartphones. Ele funciona como o WhatsApp comum, mas tem vantagens para quem é pessoa jurídica.

Recentemente, falamos aqui no blog sobre o atendimento pelo app e como isso pode ajudar a sua empresa. Com ele, é possível criar um perfil comercial para a sua loja, além de automatizar mensagens, redigir respostas automáticas, organizar conversas por meio de etiquetas e, no caso da versão API, usar chatbots para interagir ou fazer uma triagem com os clientes.

Para além da resposta da pergunta, podemos destacar algumas vantagens, como a automatização das mensagens. Funciona da seguinte maneira: um cliente te manda mensagem e, caso você não esteja online, o próprio aplicativo se encarrega de responder para ele, de acordo com uma mensagem automatizada por você anteriormente. Pode ser um texto informando a ausência ou uma saudação, você que decide.

No caso da versão API do WhatsApp Business, ela é paga e indicada para empresas de médio e grande porte. Além das funções básicas, é possível usar a ferramenta de chatbot, que é uma espécie de robô que faz a triagem do cliente e pode oferecer uma solução com base em automatizações que você mesmo configura.

Pergunta 4: o que são hashtags?

Nos últimos anos, muito se fala sobre “segmentação de público”, ou seja, mapeamento de perfil e definição de potenciais clientes dentro de um grupo. Nas redes sociais, o símbolo “#” acompanhado de um termo relacionado ao post é considerado uma ferramenta de segmentação, pois ela permite que quem faz uma postagem, defina um público específico para recebê-la.

Imagine que você é proprietário de uma loja de artigos esportivos e está postando a foto de uma luva de boxe nova que chegou do seu fornecedor. Na sua opinião, pelo fato da luva ter um protetor de unhas, você acredita que ela é indicada para mulheres, pois, usando o produto, elas não precisam se preocupar em quebrar as unhas.

Então, para que você alcance esse público específico, você pode usar algumas hashtags, que são seguidas por elas. Nesse caso seriam #boxefeminino e #protetordeunha. A partir destas marcações, as pessoas que seguem essas tags vão receber o seu post, de forma orgânica, no feed de notícias.

Esse é um exemplo bem básico de como funcionam as hashtags nas redes sociais. Usuários comuns costumam taguear lugares de viagens, comidas e até nomes de programas que estão assistindo.

Se você tem alguma outra dúvida além destas, nos siga nas redes sociais e deixe um comentário em nossos posts. Logo mais voltaremos a tirar dúvidas dos nossos seguidores.

Wesley Santana

Jornalista, redator de Tecnologia e pesquisador de Ciberativismo.

Você pode gostar...