Logística para e-commerce: Correios ou há outra alternativa?

Os correios são muito importantes, mas existem outras empresas que fazem o serviço de logística

Sendo a maior fornecedora de serviço de logística, muitas empresas dependem exclusivamente dos Correios para a sua rotina diária de negócios. No entanto, no começo da semana, os funcionários da instituição anunciaram paralisação em todo o país.

Após esta notícia, os lojistas ficaram em pânico, sem saber o que fazer para cumprir com os prazos de entregas que haviam combinado com seus clientes. Nos casos em que as mercadorias ainda não foram enviadas, a alternativa é procurar por outro serviço que supra a necessidade.

Pensando nisto, a RSC Inovação preparou um guia com as possíveis alternativas de serviços de logísticas no Brasil. Antes de tudo, é importante lembrar que os Correios são a única empresa deste serviço que atende 100% do território brasileiro. Então, para os casos de longa distância, os Correios continuam sendo a melhor opção.

Serviço de logística por moto

Nos últimos anos, com a chegada dos aplicativos de delivery, o que antes era só para pedir comida aos finais de semana passou a fazer parte do cotidiano corporativo.

O serviço de moto está disponível, preferencialmente, nas grandes cidades brasileiras. Entretanto, já existem iniciativas locais que facilitam as entregas em cidades menores e que ajudam no serviço de logística das empresas.

Para alguns casos, como o Rappi, basta fazer o download na loja de apps, se cadastrar e informar um cartão de crédito, de onde será feito o pagamento de cada entrega. Depois disso, é só colocar a localização do produto e o endereço em que ele vai ser entregue. Só é preciso ter atenção, pois, mesmo estando em determinadas cidades, a cobertura dele é para regiões específicas.

Já para aplicativos que são mais focados no transporte de documentos e produtos, como o Loggi, as plataformas oferecem alguns diferenciais, como o sistema de faturamento, em que o lojista usa o serviço de entrega durante o mês e paga no mês seguinte, de acordo com a data pré-estabelecida em contrato.

Além disso, para o e-commerce, como geralmente não há urgência para o recebimento da mercadoria, os motoboys/girls fazem a coleta e, de acordo com a respectiva rota, realiza a entrega do item em 6h ou em até 12h, dependendo da escolha do solicitante. Com isso, o app diminui a taxa de entrega e torna o serviço de logística ainda mais atraente para o lojista. 

Serviço de logística tradicional

A entrega tradicional, como o caso dos Correios, é aquela que tem uma cobertura maior e cumpre com segurança a entrega em longas distâncias. No entanto, comparada a modalidade de entrega expressa, como a de motos, ela tem um preço relativamente mais alto.

Mas, há momentos em que não resta alternativa. Portanto, é necessário confiar em empresas qualificadas, apostar em suas infraestruturas para conseguir cumprir com o prazo acordado com o cliente.

No Brasil, há algumas corporações que já são bastante conhecidas, como a Fedex e DHL, e realizam entregas em solo nacional e internacional. Para os lojistas, há algumas comodidades, que podem se mostrar praticáveis de acordo com o tipo de mercadoria a ser enviada e o valor total da venda.

Assim como o serviço de logística anterior, essas empresas também disponibilizam o pagamento por faturamento, que pode ser uma ótima ferramenta para quem foi pego de surpresa com a greve dos Correios.

Serviço de logística inovador: compre e retire

As grandes lojas de varejo já trabalham com o “compre online e retire na loja”. Isso permite que o consumidor retire o produto no lugar mais viável e na hora que ele quiser, sem depender da entrega. Em muitos casos, a retirada pode ser feita em até 1h.

Nada impede que os lojistas menores optem por disponibilizar esta função. Contudo, diferente dos grandes, o pequeno comerciante não possui uma gama de lojas dentro de uma cidade para que o serviço seja efetivamente completo e ajude na rotina do cliente e da própria loja.

Para esses casos, estamos vendo a chegada do “pegue aqui”. Ele consiste em pontos físicos, espalhados pelo Brasil, em que o cliente consegue pegar a sua mercadoria, mesmo sem ter uma filial da loja naquela cidade.

Assim, o cliente faz a compra online e, dentro de uma variedade de lugares possíveis, define qual o melhor para a retirada. Então, a empresa que oferece o serviço de logística faz a coleta, o transporte e o armazenamento da remessa no lugar escolhido pelo cliente, podendo ser retirado na hora que quiser.

Apesar de ser uma função em desenvolvimento no Brasil, algumas empresas, como a Kangu e Pegaki, já oferecem essa ferramenta, que tem crescido e promete ser uma ótima opção para os comerciantes.

Como definir qual serviço de logística é o melhor?

Ao criar uma loja online, é importante formar parcerias para que o lojista consiga oferecer a melhor entrega possível ao consumidor. Dessa forma, apresentar na hora da compra as opções de entrega disponíveis para o seu cliente é fundamental, dando a ele a escolha de qual deseja.

De acordo com o seu público-alvo, o empreendedor consegue definir alguns serviços que melhor podem atender a sua demanda diária, e fazer essa indicação durante o processo de finalização da compra.

Para isso, compare os custos do serviço de logística entre os disponíveis e defina qual tem melhor custo-benefício. Também é indispensável avaliar se, mesmo apresentando um custo baixo, determinada empresa não pode atrapalhar a entrega do seu produto, nem ocasionar um problema posterior a venda.

Se você precisar de ajuda, os consultores da RSC Inovação estão à disposição para te ajudar nesta decisão, que é tão importante para uma loja online.

Wesley Santana

Jornalista, redator de Tecnologia e pesquisador de Ciberativismo.

Você pode gostar...