4 Tendências para o varejo online até 2021

4 Tendências para o varejo online até 2021

Em 2017 o Google para que a empresa Forrester Reaserch fizesse um levantamento sobre o crescimento do varejo digital e quais seriam as grandes tendências do mercado até 2021, a expectativa, segundo a pesquisa é que o Brasil terá 67 milhões de clientes na web. 

Em apenas dois anos desde a pesquisa, a realidade nos apresenta uma realidade na direção em que foi apresentada, tal alta é uma tendência para o varejo online, se antes a aquisição de produtos era, em sua maior parte, no comércio físico, estamos vivenciando uma migração para o comércio eletrônico. 

Confira abaixo as tendências para o varejo online, apresentadas pela empresa Forrester Research. 

Segundo a pesquisa, as vendas do varejo online irão dobrar, um crescimento médio anual de 12,4%, com isso haverá um aumento do impacto das vendas online como um todo, passando a representar 42% do total de vendas varejistas no mundo, ou seja, R$365 bilhões anuais, sem considerar o mercado de alimentos e bebidas. 

Isso significa quase metade de tudo que é vendido no varejo será feito por intermédio de e-commerce, praticamente todos que ainda não fizeram uma compra online irão fazer, aqui no Brasil teremos cerca de 27 milhões de consumidores em E-commerce e Lojas Virtuais até 2021, totalizando 67,4 milhões de consumidores online em dois anos. 

Roupas esportivas, livros, roupas e beleza: categorias em alta 

Foram avaliadas 14 categorias do varejo, roupas e acessórios, calçados, beleza e cosméticos, livros, eletroportáteis, artigos e roupas esportivas, eletrodomésticos, móveis, roupas femininas, televisores, computadores e periféricos, áudio e vídeo, smartphones, alimentos e bebidas e tablets. 

Alguns setores se mostraram promissores, como, artigos e roupas esportivas e livros que devem crescer 175 enquanto roupas e artigos de beleza e cosméticos vão crescer em torno de 15%, você deve estar pensando, mas o que isso tem a ver com E-commerce? 

Nós te respondemos com um simples, sim, tem tudo a ver. A compra pela internet está facilitando a comparação de preços e ofertas, assim na medida que os consumidores brasileiros se tornam compradores pela internet, ele tende mais a comprar nessas categorias que terão o aumento. 

Cliente multiplataforma 

Principalmente no Brasil, a experiência multicanal é a chave para a decisão de compra. O que isso realmente significa para você? Significa que os clientes interagem no site, aplicativos e redes sociais simultaneamente, esses mesmos clientes gastam mais do que 40% em lojas que possuem esse tipo de atendimento, então é preciso investir nesse tipo de comunicação 360º. 

Se você é empreendedor e está pensando em maneiras de atrair esse novo consumidor, invista em iniciativas multicanal, nas quais há a integração entre o online e o offline, para o aumento de competitividade e receita na loja online. 

O varejo online 

Também vemos uma mudança na configuração do varejo online, uma das maiores mudanças são nos Marketplaces, para quem não conhece esse é um tipo de loja online cedida por grandes empresas de varejo, como o Mercado Livre e o Aliexpress. 

Vemos que muitas lojas que vendiam apenas seus produtos estão se tornando Marketplaces, como é o caso da Amazon, que hoje vende quase tudo em seu site e concentra mais de 43% do E-commerce americano. 

Além de tudo que pontuamos acima, o consumidor também mudou, hoje ele acredita mais no mercado digital, está menos hesitante na hora de fazer compras online, pois entende que existe sim uma segurança dos seus dados e que os produtos serão entregues com cuidado e dedicação dos vendedores. 

E-commerce no Brasil  

De acordo com a 40ª edição da pesquisa Webshoppers (2019), solicitada pela empresa Ebit, o Brasil é o país com maior faturamento em E-commerce entre os da América Latina: 36% da população é consumidor digital. Em 2018 o E-commerce no Brasil faturou R$133 bilhões, uma alta de 18% em relação ao ano de 2017, esse foi o crescimento de 12% pelo segundo semestre consecutivo. 

Além disso 5,3 milhões de consumidores fizeram suas primeira aquisições online o que representou um crescimento total de 18,1% no período, o primeiro motivador para compra são sites de busca (25%), seguidos de redes sociais (19%), segundo dados da pesquisa 80% dos consumidores que compram por indicações de redes sociais se mostraram satisfeitos em relação ao preço e foram os que mais elogiaram a compra.  

Conclusão 

Entender o seu consumidor é difícil, afinal a nossa sociedade muda com o passar dos anos então isso naturalmente influencia o comportamento de compra e necessidades de consumo.   

O consumidor atual é exigente e demanda uma experiência simples, fácil e rápida. Então desde a intenção de compra até o pós-venda a experiência do consumidor impacta a relação do cliente com o E-commerce, além disso com o surgimento de novas categorias e novos consumidores acessando vários canais, traz cada vez mais quais serão os produtos para trabalhar em uma loja online. 

Com todas essas questões em mente é importante entender que o digital tem muito futuro aqui no Brasil, é preciso acompanhar as tendências para que seu E-commerce não fique para trás, mais do que isso é preciso saber como atrair clientes para a loja online, pois um E-commerce conectado com o mundo e sem clientes não adianta para um empreendedor. 

Como pode perceber, montar um e-commerce não é uma tarefa fácil, porém ao seguir nossas dicas, você tem grandes chances de obter bons resultados com sua loja virtual. 

Agora que você já sabe quais são as tendências do varejo online, que tal entrar em contato com a RSC Inovação para que ela auxilie na criação do seu?